Ministério Público investiga Sindguarda de Ribamar



Além do presidente, Mauro Sergio,  o prefeito Eudes Sampaio também poderá responder por improbidade administrativa

O Ministério Público de São José de Ribamar informou que abriu inquérito para apurar suspeita de irregularidades no Sindicato dos Guardas Municipais do município.

Entre as supostas irregularidades a serem apuradas pelo MP, está o recebimento de forma irregular de gratificação por serviço extraordinário pelo presidente Mauro Sérgio Correa e a não prestação de contas dos recursos provenientes de contribuições sindicais, que ultrapassariam o montante de R$ 180,000 mil.

Prefeito Eudes Sampaio poderá responder por improbidade administrativa
Segundo um GCM, caso o Ministério Público comprove as irregularidades, Mauro Sergio Correa poderá responder por Improbidade Administrativa.

O prefeito Eudes Sampaio também seria responsabilizado por autorizar o pagamento das gratificações.



Nenhum comentário:

Postar um comentário