Prefeitura divulga lista de 309 novos convocados do concurso da Educação




Prefeito Edivaldo reforça política educacional do município de
 São Luís com a convocação de novos professores

Seguindo com as ações para garantir um ensino público de qualidade, a Prefeitura de São Luís está convocando mais 268 professores, 31 cuidadores para Educação Especial e 10 monitores do transporte escolar aprovados no último concurso público para a área da Educação. 

A ação beneficia os mais de 100 mil alunos da rede municipal de ensino e faz parte da política que vem sendo implementada pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior na área, que inclui investimentos tanto em infraestrutura quanto em melhorias na qualidade do ensino.

A relação dos convocados está disponível em edital publicado no site da Secretaria Municipal de Administração (Semad) no endereço https://www.saoluis.ma.gov.br/semadbem como informações sobre a apresentação de documentos e perícia médica.

Para os cargos de magistério estão sendo convocados 268 profissionais, sendo professores dos níveis superior e médio para as especialidades de 1º ao 5º ano e Educação Infantil; e professores de nível superior para as especialidades em arte, ciências, educação física, filosofia, geografia, história, língua inglesa, língua portuguesa, matemática e ainda para atendimento educacional especializado.

"A chegada de novos profissionais na rede municipal de ensino faz parte das ações que a nossa gestão vem desenvolvendo na Educação, e que está contribuindo para a melhoria do desempenho dos estudantes. A requalificação de mais de 160 escolas e climatização de cerca de mil salas de aula, os investimentos na formação continuada dos professores, em educação inclusiva e no sistema de avaliação dos alunos, entre outras iniciativas, vêm apresentando cada vez mais resultados positivos no ensino municipal", ressalta o prefeito Edivaldo, pontuando os reflexos da política de melhorias na qualidade do ensino e aprendizado na rede municipal de São Luís.

Com o concurso público já foram inseridos ao quadro da rede 456 profissionais do magistério, 177 cuidadores e 74 monitores, além de oito profissionais classificados para as vagas de nível superior. O certame para a rede municipal de ensino foi promovido em 2017, abrindo 822 vagas nos níveis médio e superior, além do cadastro de reserva.

O concurso disponibilizou oportunidades para cargos de magistério, níveis superior e médio, e pela primeira vez, vagas para a Educação Especial.

Segundo a secretária municipal de Administração, Mittyz Rodrigues, o preenchimento das vagas abertas por concurso público reflete o compromisso da gestão do prefeito Edivaldo com o cumprimento do edital. "A convocação gradual dos aprovados em concurso público está seguindo o planejamento responsável do município com o reforço do quadro funcional em áreas de extrema importância como a Educação. Com o ingresso de mais 309 aprovados, a Prefeitura fortalece o atendimento das necessidades da área", destaca a titular da pasta.

Todos os convocados devem comparecer, conforme quadro indicativo no Edital de Convocação, primeiramente à Perícia Médica do Município, na Avenida Beira-Mar, para apresentação e homologação dos resultados dos exames admissionais (originais e cópias) e em seguida à Secretaria Municipal de Administração (Semad), na Central de Atendimento ao Servidor - CEAT, na Avenida Jaime Tavares, nº 402 - Praia Grande, para apresentação dos documentos exigidos, obedecendo a ordem de chegada ao início do atendimento.

A listagem geral de exames laboratoriais e complementares e a relação de documentos exigidos constam nos Anexos I e II dos respectivos editais de convocação. A documentação de todos os convocados deverá ser apresentada, integralmente, copiada em duas vias, estando acompanhados dos respectivos originais para efeito comprobatório.

De acordo com o edital, o não comparecimento nos prazos determinados para apresentação da documentação exigida, implica automaticamente no impedimento de sua nomeação.

Os candidatos com deficiência deverão comparecer à Perícia Médica, munidos de laudo (original ou cópia autenticada) circunstanciado que ateste a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doenças (CID).

Se a deficiência do candidato não se enquadrar na previsão do artigo 43 do Decreto Federal n° 3.298/1999, o candidato será eliminado da lista de candidatos com deficiência e passará a figurar apenas na lista geral por cargo/categoria profissional em igualdade de condições com os demais candidatos. Além do laudo específico, o candidato deverá atender à listagem geral de exames.

AVANÇOS E RESULTADOS

Além da convocação dos profissionais para a área da Educação, da reforma de mais de 160 escolas municipais e do investimentos na climatização de mais de mil salas de aula, a Prefeitura de São Luís implantou um Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís (Simae), que permite identificar a deficiência de aprendizado aluno por aluno; o sistema de gestão escolar, que visa modernizar e informatizar toda a rede (com a entrega de 300 notebooks e 200 impressoras para cerca de 100 escolas), e o sistema de matrícula on-line.

Entre outras ações, o poder público municipal vem adotando medidas para o fortalecimento da Educação Inclusiva e também mantendo investimento permanente em formação continuada dos professores como estratégia para garantir o melhor processo de ensino e aprendizagem.

Como resultados, destacam-se a melhoria do desempenho dos estudantes. Os dados da última avaliação do Sistema Municipal de Avaliação (Simae) revelam que, numa escala de zero a mil pontos (escala própria de alfabetização formulada pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação / Caed), o progresso no nível de proficiência média em língua portuguesa/leitura das turmas de 1º ano teve um crescimento de 471.3, em 2017, para 511.2. Já o 2º ano passou de 524.4 para 582.8, e o 3º ano cresceu de 572.5 para 623.4.

A proficiência em língua portuguesa das séries de 5º ao 9º anos também apresentou resultados positivos. Considerando uma escala de zero a 500 pontos, o 5º ano subiu de 168.0 para 186.0; a 7ª série passou de 195.6 para 206.1; e o 9º ano saiu de 224.7 para 235.5.

Nenhum comentário:

Postar um comentário