Ex-governador Joaquim Roriz morre em Brasília aos 82 anos



O ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz morreu na manhã desta quinta-feira (27) em Brasília. Ele estava internado desde agosto e não resistiu a um choque séptico resultante de complicações de uma infecção pulmonar.

Além de governador por quatro mandatos, Roriz representou o DF no Senado por pouco mais de cinco meses. Ele se elegeu em 2006 com 113 mil votos, assumiu o mandato em fevereiro de 2007 e renunciou em julho do mesmo ano para se livrar de um processo de cassação.

O então senador foi acusado de ter participado de um esquema de propina envolvendo o banco BRB. A defesa dele alegou que o dinheiro seria usado para a compra do embrião de uma bezerra em São Paulo e o caso ficou nacionalmente conhecido como "Bezerra de Ouro".

Longa carreira

Joaquim Roriz nasceu em 4 de agosto de 1936, em Luziânia (GO). Antes de se tornar um dos maiores líderes políticos do DF, iniciou a carreira em sua cidade natal como vereador. Em Goiás, foi eleito deputado estadual (1978), deputado federal (1982) e vice-governador do estado (1986). De 1987 a 1988, foi prefeito de Goiânia.

Em outubro de 1988, foi indicado governador do Distrito Federal pelo então presidente José Sarney. Na época, os brasilienses não podiam eleger seu governador por voto direto.

Roriz voltou ao Palácio do Buriti em março de 1991, desta vez, como o primeiro governador eleito da nova capital. O político também foi eleito governador do Distrito Federal nas eleições de 1998 e 2002.

No último movimento político como protagonista, em 2010, Joaquim Roriz chegou a lançar candidatura ao governo do Distrito Federal, buscando um quinto mandato no cargo. A tentativa foi vetada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) com base na lei da Ficha Limpa.

Saúde

Nos últimos anos, Roriz vinha sofrendo com diversos problemas de saúde, como como diabetes, mal de Alzheimer, hipertensão e insuficiência renal. No ano passado, havia amputado a perna direita.

O político deixa três filhas, quatro netos e a mulher Weslian Roriz, que se candidatou ao governo do Distrito Federal em 2010, mas foi derrotada por Agnelo Queiroz (PT).

O velório está previsto para esta quinta-feira no Memorial JK, no centro de Brasília. A data e o horário do enterro ainda não foram confirmados pela família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário