Motoristas de vans fazem manifesto contra violência


Motoristas de vans de Itaguaí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, estão fazendo uma manifestação na porta da prefeitura da cidade em protesto contra a onda de violência no município.

Hoje (4), dois diretores de uma cooperativa de transporte alternativo foram mortos em num ataque de homens armados de fuzil. Renato do Rosário Braz, de 39 anos, e um homem identificado apenas por Wallace, morreram na hora.

Na quinta-feira (3), cinco vans que fazem o transporte de passageiros no município foram queimados no Arco Metropolitano por homens fortemente armados, após a morte de um suspeito de tráfico de drogas na comunidade Parque Primavera.

De acordo com o 24º Batalhão da Polícia Militar (Queimados), responsável pelo policiamento na área, os policiais trocaram tiros com criminosos na favela e um deles foi atingido. Ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal São Francisco, mas não resistiu. Devido à morte do suspeito, os motoristas de vans receberam ordens do tráfico de drogas de não rodar hoje (4) na cidade.

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense investigam uma guerra entre milicianos e traficantes de drogas que agem na região.

Procurada, a assessoria da Prefeitura de Itaguaí disse que o problema é da polícia e não pode fazer nada, e que nenhum secretário municipal recebeu os manifestantes.

Da Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário