Alerj derruba veto do governador e jornalistas passam a ter piso salarial de R$ 3.044,78

A categoria acompanhou a votação das galerias do plenário
Foi derrubado nesta terça-feira (22) o veto parcial ao projeto de lei 3.764/18, do Executivo, que instituiu piso salarial para várias categorias. Com 51 votos favoráveis e três abstenções, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) derrubou o veto do Governador Pezão.

Os Jornalistas, que não estavam incluídos na lei do piso desde 2015, serão enquadrados na faixa VI, que tem o salário-base de R$ 3.044,78. Foram mais de cinco semanas tentando pautar essa vitória e os diretores do SJPMRJ, Marcio Leal, Tania Athayde, Marcos Pereira, Sonia Fassini e Iara Cruz, estiveram presentes representando a entidade.


A Lei do Piso Regional de 2018 teve um reajuste de 5% em relação ao Piso Regional de 2017, nas seis faixas salariais para 170 categorias de empregados da iniciativa privada que não têm salário definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo. A lei será atualizada e publicada no Diário Oficial nos próximos dias. Os novos salários serão retroativos a janeiro de 2018.



O piso para a categoria dos jornalistas vale somente para os jornalistas não abrangidos por acordo ou convenção coletiva de trabalho (assessoria de Imprensa e os demais profissionais sem vínculo empregatício nas empresas de radiodifusão e de jornais e revistas).



Os jornalistas em rádio, TV, jornais e revistas estão em negociação da Convenção Coletiva de Trabalho para esse ano (CCT 2018).



Os profissionais Técnicos de nível médio do Crea, marinheiros de esportes e recreio, bem como os profissionais de Enfermagem também serão incluídos. Os enfermeiros encheram as galerias da Alerj e obtiveram a redução de jornada de 42 horas para 30 horas semanais.



Fonte: Sindicato dos Jornalistas no Município do Rio de Janeiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário