Guardas municipais de São José de Ribamar ameaçam entrar em greve



Guardas municipais de São Jose de Ribamar vão decidir em assembleia nesta segunda-feira (30) se entram em greve geral. Segundo a categoria, o prefeito Luís Fernando ainda não implantou o Plano de Cargos, Carreiras e vencimentos (PCCV) prometido por ele quando ainda estava em campanha, no ano de 2017.

Ainda segundo a categoria, no ultimo mês de março, após uma manifestação, Luís Fernando recebeu uma comissão liderada pelo presidente sindicato, Mauro Sérgio Correa e teria reafirmado o compromisso de discutir e implantar junto com a categoria o PCCV.

No início desta semana, membros do sindicato e integrantes da Comissão de Acompanhamento da Elaboração do PCCV voltaram à prefeitura e foram informados por uma funcionária que a pessoa responsável pela elaboração do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos estava doente e ainda não havia iniciado sua elaboração.

“O prefeito Luís Fernando nos recebeu no mês passado, pediu uma semana para formar uma comissão que iria elaborar o PCCV, já passaram mais de um mês e nenhuma minuta do plano foi apresentada até agora à categoria, revelou  Mauro Sérgio Correa.

Diante dessa informação, a categoria teria resolvido discutir em assembleia a paralisação geral, que caso seja aprovada, se iniciará na terça-feira (1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário