Alunas do programa municipal Dançando e Educando intensificam ensaios para espetáculo de ballet


Plié, skip, Battement Tendu, primeira, segunda e terceira posições. Essas são nomenclaturas do ballet bem conhecidas pelas crianças do programa Dançando e Educando, executado pela Prefeitura de São Luís.

Os passos estão sendo intensamente ensaiados em coreografias que serão apresentadas no espetáculo "Para Ler e Dançar", que acontecerá nos dias 16 e 17 de dezembro, no auditório Maria Izabel Rodrigues, da Unidade de Ensino Superior Dom Bosco.

Para muitas crianças, essa é a primeira vez que estarão em um palco. Abigail Araujo, 9 anos, está ansiosa para o espetáculo.

"Sei que para ser uma bailarina é preciso muita disciplina e organização, por isso, ensaiamos muito para essa apresentação. Estou nervosa, mas sei que vai dar tudo certo", falou a estudante.

Para Sâmia Martins, 9 anos, participar do programa é realizar um sonho. "Eu sempre via as pessoas dançando na televisão e fiquei com vontade de fazer ballet. Dançar era um sonho que eu tinha. Estamos treinando bastante para não errar na hora", afirmou Sâmia.

O programa Dançando e Educando é executado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) e foi idealizado pela primeira-dama de São Luís, Camila Holanda.

A iniciativa visa favorecer o processo de inclusão social, por contribuir para formação educacional e cidadã e o desenvolvimento biopsicossocial das crianças.

Com as atividades do programa, são contempladas escolas do Centro e do Coroadinho.

"Os ensaios seguem em ritmo acelerado. É a segunda vez que nossas crianças terão essa experiência de se apresentar em público e todo esse processo vem sendo muito bem conduzido pelas professoras, para que as pequenas bailarinas aproveitem bem esse momento que será especial em suas vidas. Para a gestão municipal, é muito gratificante acompanhar o desenvolvimento dessas crianças, tanto no ballet quanto em sala de aula", enfatizou a primeira-dama, Camila Holanda.

O espetáculo "Para Ler e Dançar" é baseado em histórias da literatura infantil universal, como "O Mágico de Oz", "Chapeuzinho Vermelho", "Branca de Neve", "A Formiguinha que Aprendeu a Dançar", entre outros contos.

A apresentação terá a participação de cerca de 150 crianças envolvidas no projeto, que têm entre 4 e 14 anos. Os ensaios para o espetáculo, bem como o desenvolvimento das atividades do programa, acontecem na Creche Escola Maria de Jesus Carvalho, na Camboa.

As coreografias para a apresentação foram desenvolvidas pela coordenadora do programa, Débora Buhatem, e pelos professores Milliane Moreira e Cleo Junior, bailarinos renomadas na área.

"Essa é a primeira vez que muitas delas terão contato com palco, platéia, iluminação, figurino e todos os outros elementos que envolvem um espetáculo. Todos os professores estão preparando, com toda dedicação, essa apresentação para que as crianças tenham um excelente desempenho", destacou a bailarina Débora Buhatem.

ARTE

A professora Milliane Moreira contou que o projeto foi idealizado para aliar dança, literatura e outras formas artísticas.

"Essa é uma oportunidade para que as crianças possam ter contato com a arte em geral. Por isso, buscamos envolver a literatura no processo de concepção desse espetáculo, para que elas conheçam outras formas artísticas. Essa é uma ação que demonstra o nosso apoio à arte, que cumpre um papel fundamental no desenvolvimento da criança", disse.


Nenhum comentário:

Postar um comentário