Prefeitura de São Luís participa de missão maranhense na China onde assina acordo de cooperação



Depois de passar pela França, onde foram assinados acordos de cooperação técnica com a cidade de Saint-Malo, a equipe maranhense composta por representantes da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado chega à China onde também cumpre uma vasta agenda de intercâmbio.

A mais recente foi a assinatura de um memorando de entendimento com a Universidade de Hubei, na cidade de Whuan, em um encontro esta semana.

O termo de cooperação assinado favorece a área de humanas, principalmente em turismo, educação e cultura.

O vice-prefeito Julio Pinheiro representa o prefeito Edivaldo na missão.

"A missão está sendo muito positiva para as cidades envolvidas, estabelecendo trocas e parcerias importantes para a ciência, para a pesquisa, à cultura, ao turismo, o que vai contribuir em desenvolvimento para o nosso estado do Maranhão e para a cidade de São Luís", ressaltou o vice-prefeito, Julio Pinheiro.

No encontro com a Universidade de Hubei, além do vice-prefeito de São Luís, participaram o reitor da universidade chinesa, Xiong Jianmin, e sua equipe; a secretária de Turismo de São Luís, Socorro Araújo; a secretária municipal de Articulação, Ana Paula Rodrigues; o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Maranhão (Fapema), Alex Oliveira, e o pró-reitor de Pesquisa da Universidade Federal do Maranhão, Alan Kardec.

Foram tratados vários temas, entre os quais a instalação do Instituto Confúcio em São Luís, assunto que já vem sendo abordado pela Prefeitura com a China desde 2016.

Outros assuntos tratados foram a cooperação entre as universidades que funcionam em São Luís (estadual e federal) e a Universidade de Hubei, sobre a mobilidade acadêmica, na qual professores e estudantes de São Luís possam ir para a China, assim como professores e estudantes chineses possam vir para São Luís.

Segundo o presidente da Fapema, Alex Oliveira, foi um momento ímpar a assinatura de um memorando de entendimento entre as universidades.

 "Esse memorando vai abrir uma série de possibilidades para os pesquisadores do Maranhão, especialmente nas áreas de Letras, Turismo e Agricultura Familiar. Há um grande entusiasmo da universidade chinesa que já desenvolve parceria com o Brasil, com estudos sobre a cultura brasileira, o que vai permitir uma grande aproximação com o Maranhão. Há também interesse no planejamento de ações de turismo, com vários enfoques como a economia criativa", disse Alex Oliveira.

"Foi importante essa troca de informações. São Luís é patrimônio da humanidade e esse nosso produto cultural será conhecido aqui na China, destacando o turismo como desenvolvimento econômico e possibilidade de crescimento da nossa cidade", ressaltou a secretária de Turismo de São Luís, Socorro Araújo.

Para Ana Paula Rodrigues, a demonstração do interesse em instalar o Instituto Confúcio em São Luís foi um dos temas mais relevantes. "A parceria já acontece com êxito com Universidade Estadual Paulista (Unesp), em São Paulo, prestando grandes serviços ao Brasil. Sendo implantado em São Luís, será muito importante para o desenvolvimento da nossa cidade", frisou a secretária.

Segundo o pró-reitor da UFMA, Alan Kardec, a Fapema já está com edital aberto para que alunos possam se inscrever e participar do programa "Cidadão do Mundo - Estágio Internacional". Por meio do edital, estudantes de graduação em qualquer área podem pleitear um auxílio da Fapema para apoio a projetos, podendo passar até três meses na China, desenvolvendo suas pesquisas.

"O governo do Estado está investindo R$ 700 mil reais no edital e com isso vai abrir muitas portas para os nossos alunos. O mesmo edital permite que alunos de mestrado e doutorado possam pleitear essa mobilidade acadêmica internacional, assim como professores pesquisadores dos programas de pós-graduação", ressaltou Alan Kardec.


Nenhum comentário:

Postar um comentário